Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Crónicas da Vítima

As Crónicas da Vítima

Deixar fluir a minha essência

17.01.17 | Bruno
Chega de andar a divagar. Tenho que ser mais directo, mais verdadeiro, mais cru.
Tenho que deixar-me das máscaras de ser um menino bem e deixar fluir a verdadeira essência da minha alma, em toda a sua vertente. Que se dane qualquer vulgaridade, que se foda qualquer olhar reprovador.
Tenho negligenciado estes blogs, em prol de uma outra experiência, que não tem sido das melhores. Quando se começa a pensar em "oferecer" a escrita a outros olhares, é fácil beijar o deslumbramento e dançar com a ternurenta mentira, até que nos recordamos de quem somos e de porque fazemos o que fazemos. Então, perde todo o sentido aquela busca.
Tenho regressado, calma e serenamente, a estes cantos, onde nem sempre faço partilhas de textos, mas onde sempre deposito a alma.
Tenho dado muita atenção àquele outro cantinho, mas que necessita de certas melhoras.
Tenho negligenciado tanta coisa. Face aos últimos tempos e à minha crescente insatisfação, mais não seja por dignidade e um pouco de amor próprio, é hora de mudar.