Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Crónicas da Vítima

As Crónicas da Vítima

Pouco a Dizer

07.05.22 | Bruno | ver comentários (5)
Sobre o dia, não há muito a escrever ou a dizer. Sobre a noite... bem, também não. Talvez. Enquanto estou no café, o meu olhar depara-se com aquele de quem fui amante até há pouco tempo. Quando desapareceu, com a namorada, sorri ligeiramente. Não me arrependo de ter (...)

Tenho Andado Silencioso

20.04.22 | Bruno | ver comentários (1)
Ainda que vá agendar esta publicação para se publicar mais tarde, é a segunda que escrevo nesta madrugada. E não é que a hora tenha importância, mas acho engraçado que o Sapo tenha um aviso sobre uma manutenção técnica programada para esta madrugada e é sempre (...)

Uma Sensação De Tristeza

06.03.22 | Bruno | ver comentários (2)
Ultimamente, tenho-me sentido bastante triste. Digamos que, ainda que eu diga que certas situações não me afectam, a verdade é que afectam. Sei que as mudanças de tempo, entre sol e chuva, chuva e sol, têm a sua quota parte de culpa no meu sentimento de tristeza. (...)

Devaneios e Lembranças

05.03.22 | Bruno | comentar
É curioso como, quando era adolescente e antes de ter sido atingido à força pela depressão, desenhar ajudava-me a acalmar a alma. Passava horas de volta de papéis, fazia desenhos rápidos, conseguia desenhar minimamente bem e, no fim, sentia-me esgotado como se (...)

Se Não Souberem Onde Encontrar-me

14.02.22 | Bruno | comentar
Se não souberem onde me encontrar, olhem para a fantástica lua (quase) cheia que está hoje. Estiquem o braço e tracem gestos pelo ar, como se tentassem alcançar-me, como se acariciassem o espaço. Sou bem capaz de passar horas seguidas a ouvir sons destes, músicas (...)

Escrever

22.01.22 | Bruno | ver comentários (1)
Não só se o escritor se apaixonar por ti, mas se o escritor te desejar. Por uns instantes. Por umas horas. Por uns dias. Se o escritor te odiar, se falhares com o escritor, se despoletares a raiva, serás eterno. Se o marcares, viverás para sempre pela pena daquele que (...)

O que não quero, principalmente!

03.11.21 | Bruno | ver comentários (2)
Por que é que as palavras soam tão melhor na mente, do que escritas? E por que é que parece ser mais fácil desenvolver um texto, começado pelo meio, mentalmente, do que quando se senta em frente ao computador? É que, neste momento, é este o caso. Quem me conhece, (...)

tristeza

27.10.21 | Bruno | ver comentários (2)
 De nada me serve escrever-te. E, talvez, esteja a receber aquilo que pedi. Talvez não. É um dia após o outro, um mágoa após a outra. A vida tem dado vários golpes fortes, uns após os outros. Já poderia ter um pouco de calma. Estou triste. Muito triste. O porquê, (...)